FRUTOS DO BEM

FRUTOS DO BEM

Pelo Espírito Emmanuel.
Psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Livro: Reconforto. Lição nº 15. Página 88.
 
Cada criatura é percebida no plano da verdade e apreciada, de perto, pelas forças que a representam no mundo.
Não olvides que a nota de nossa influência na Terra é amplamente reconhecida nas esferas superiores.
Não pelas palavras brilhantes que, em muitas circunstâncias, podem ocultar delituosos e obscuros pensamentos.
Não pelos modos gentis que, em muitas ocasiões, constituem maneiras que a disciplina nos impõe à impulsividade agressiva, através da contenção compreensivelmente louvável.
Não pela cultura intelectual que, muitas vezes, se faz porta de acesso à perturbação.
Não pela idade longa que tenhamos alcançado no corpo físico, de vez que, em muitos lances da experiência, o tempo foi menosprezado ante a responsabilidade que as horas significam.
Não pela fé religiosa no culto externo, porquanto a rotulagem convencional nem sempre define o caráter elevado e as qualidades edificantes.
O verbo, a atitude, o tempo, a inteligência e a convicção representarão expressivos valores em nossa romagem na Terra, mas apenas quando com eles formamos o Fruto do Bem – o único patrimônio pelo qual pode o espírito merecer a bênção do Senhor e incorporá-la ao campo dos próprios dias.
Seja qual for a nossa situação no quadro terrestre, mantenhamos a planta da existência sobre as raízes do Cristo, o Divino Mestre, porque, em verdade, somente em Jesus, encontraremos a seiva da imortalidade, capaz de auxiliar-nos na produção dos frutos do bem, talentos imperecíveis que sustentam a paz e a alegria na Terra por serem os verdadeiros tesouros dos Céus.

Comentários

Deixe seu comentário