Pais

Escola de pais

Qual é o Papel da Família?

“Conquanto seja o lar a escola por excelência […] [os pais] jamais deverão descuida ser de aproxima-los dos serviços da evangelização, em cujas abençoadas atividades se propiciara a formação espiritual da criança e do jovem diante de porvir”.
Bezerra de Menezes

A família assume relevante função no processo evolutivo dos Espíritos reencarnantes. A maternidade e a paternidade constituem verdadeiras missões, visto que “Deus colocou o filho sob tutela dos pais, a fim de que estes o dirijam pela sonda do bem”. ( O Livro dos Espíritos, questão 582).

Os pais e familiares representam, nesse sentido, evangelizadores por excelência, assumindo seria tarefa educativa junto as crianças e aos jovens que compõem seu núcleo familiar:

“[…]interai-vos dos vossos deveres e ponde todo o vosso amor em aproximar de Deus essa alma, tal a missão que vos esta confiada e cuja recompensa recebereis, se fielmente a cumprirdes. Os vossos cuidados e educação que lhe dareis auxiliarão o seu aperfeiçoamento e o seu bem estar futuro. Lembrai vos de que a cada pai e a cada mãe perguntara Deus: Que fizeste do filho confiado a vossa guarda?” (Santo Agostinho, O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. 14, it.9).

Tendo em vista a relevante orientação, os núcleos familiares devem promover um ambiente domestico afetuoso, coerente e evangelizador, de modo a favorecer o desenvolvimento moral dos filhos e a orienta-los para o caminho do bom. A reunião de Evangelho no Lar representa especial momento de estudo em família, convivência e aprendizagem, e os grupos e reuniões de pais oferecidos pelas instituições Espíritas podem auxilia-los a melhor compreenderem a sublime oportunidade da maternidade e paternidade. Portanto,

“que os pais enviem seus filhos as escolas de evangelização, interessando-se pelo aprendizado da prole, indagando, dialogando, motivando, acompanhando…”
Guillon Ribeiro

Fonte: https://nossolarlondrina.com.br/dij/